Covid-19: Câmara de Barra Mansa aprova Indicação Legislativa reconhecendo essencialidade dos serviços bancário

Iniciativa, solicitada pelo Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense, é uma das etapas para garantir a vacinação anticovid à categoria

Após a luta do Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense, a categoria em Barra Mansa ganhou um reforço de peso visando garantir a vacinação contra a Covid-19. Trata-se da aprovação da Indicação Legislativa reconhecendo a essencialidade dos serviços prestados pelos profissionais nas agências do município.

A indicação foi aprovada por unanimidade durante sessão ordinária realizada nesta quarta-feira, 16. Também encontra-se em tramitação na Câmara de Vereadores o Projeto de Lei 66/2021, que reconhece os serviços e atividades bancárias e de lotéricas como atividades essenciais. Ambas as proposições são de autoria do presidente da Câmara, vereador Luiz Furlani.

A direção do Sindicato avalia a importância da aprovação da indicação. “Os bancários e bancárias desde o início da pandemia não pararam seu trabalho. Ao contrário, tiveram suas responsabilidades aumentadas em função do pagamento do auxílio emergencial e o cumprimento de metas. Neste rol, também estão incluídas as pessoas que prestam serviços as agências bancárias, como seguranças e auxiliares de serviços”.

Os diretores também ressaltaram sobre o ambiente de trabalho em que a categoria atua. “Por medida de segurança, as instituições financeiras são fechadas, sem ventilação natural, o que propicia a circulação do vírus. Daí, a importância da imunização dos bancários e bancárias”.

Desde março de 2020, quando a doença chegou ao Brasil, o Sindicato tem atuado buscando garantir a segurança e a vida da categoria. Quando o processo de vacinação foi iniciado neste ano, enviou ofício as autoridades municipais, estaduais e federais solicitando que a categoria fosse incluída no Plano Nacional de Imunização.
Em Vassouras, a pressão da categoria e a ação do Sindicato renderam bons resultados. O município foi o primeiro do Sul do Estado a disponibilizar as doses do antígeno para os bancários.
A expectativa é de que os demais municípios da região sigam o exemplo e vacinem a categoria nos próximos dias. Até porque a média de desligamentos por morte na categoria bancária saltou de 18,3 óbitos/mês no primeiro trimestre de 2020 para 50,6 óbitos/mês no primeiro trimestre de 2021, crescimento de 176,4%.

 

Fonte: Sind. Bancários Sul Fluminense

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Sede Barra Mansa
Sede Campestre:
Subsede Volta Redonda:

Copyright 2021 - Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense

Como podemos ajudar?