Caixa retoma negociação para jornada de PcD e responsáveis legais nesta segunda (17)

Serão retomadas pela Caixa Econômica Federal, nesta segunda-feira (17), as negociações sobre a concessão do direito à redução da jornada para PcD, pais, mães ou responsáveis por pessoas com deficiência ou transtorno do espectro autista (PcD/TEA).

Esse direito vem sendo cobrado há mais de um ano pela representação das empregadas e empregados do banco.

A proposta da Caixa, feita nas últimas reuniões, é de que haja uma redução de apenas 15% da jornada (72min para quem tem jornada de 8h; 54min a menos para quem tem jornada de 6h). Porém com uma compensação deste benefício com a transformação das Ausências Permitidas para Tratar de Interesse Particular (Apips) em horas de todo o quadro de pessoal.

Segundo Rafael de Castro, diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa, a Caixa colocou na mesa uma proposta que engloba todos os empregados e não o segmento específico.

“Esperamos que o banco avance em relação ao que havia proposto anteriormente, uma vez que, na ocasião, a CEE já havia considerado como insuficiente”, ressaltou Rafael.

*Fonte: Contraf-CUT

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Sede Barra Mansa
Sede Campestre:
Subsede Volta Redonda:

Copyright 2021 - Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense

Como podemos ajudar?