Bradesco: movimento sindical cobra explicações sobre elogios ao Exército

A direção do Bradesco se reuniu com as coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários para explicar os elogios do diretor-presidente, Octavio de Lazari Junior, ao Exército Brasileiro. Durante o encontro, o banco ressaltou seu compromisso com a democracia e afirmou que a peça não é institucional.

Durante o vídeo (que tem a logomarca do banco sendo exposta no início e no final), Lazari diz que aprendeu no quartel que “missão dada é missão cumprida” e que “o soldado Lazari continua de prontidão”. Para o Comando Nacional dos Bancários, o material tem ares de uma peça institucional e que pode ser entendida como apoio do Bradesco a ataques à democracia.

“Vivemos em um momento delicado em que a democracia e suas instituições sofrem constantes ataques. É importante que uma empresa do tamanho e importância do Bradesco, tenha reafirmado seu compromisso com democracia”, disse a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, que é uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários.

A presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Ivone Silva, também coordenadora do Comando Nacional dos Bancários, reforçou a importância dos esclarecimentos. “Os bancos funcionam sob concessão pública, precisava deixar claro que não atenta contra a democracia”, disse.

Participaram da reunião a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira; presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Ivone Silva; a diretora Executiva do Bradesco, Glaucimar Peticov; e o diretor de Recursos Humanos, Juliano Ribeiro Marcílio.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Sede Barra Mansa
Sede Campestre:
Subsede Volta Redonda:

Copyright 2021 - Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense

Como podemos ajudar?