Após cobranças, Caixa vai negociar mudanças no Programa de Qualidade de Vendas (PQV) com representantes dos empregados

A Caixa Econômica Federal convocou uma reunião para esta sexta-feira (19), a partir das 14h, com representantes dos empregados. Após as cobranças, o banco vai negociar as mudanças no Programa de Qualidade de Vendas (PQV.  O programa apresentado pela Caixa aumenta as punições para as empregadas e empregados que não cumprirem as metas estabelecidas.

Rafael de Castro, dirigente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e empregado da Caixa, ressalta que “as empregadas e empregados não podem ser penalizados pelo fato de clientes cancelarem produtos seguindo orientação enviada pela própria Caixa.”

Eliana Brasil, diretora-executiva da Contraf-CUT, lembra ainda da importância da gestão humanizada pelo banco.

“Não há motivo para proibir os trabalhadores de participarem de Processos de Seleção Interna (PSI) e muito menos usar de ameaças de encaminhar para a corregedoria, como sugere a proposta do PQV apresentada pela Caixa”, poderá Eliana.

A coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa, Fabiana Uehara Proscholdt, espera ter uma solução na reunião de sexta-feira.

“Sabemos que existe uma boa vontade da nova gestão para não haver qualquer prejuízo aos trabalhadores, e esperamos que, na reunião de sexta-feira, sejam sanados os problemas nesse PQV transitório”, disse Fabiana.

*Fonte: Contraf-CUT

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Sede Barra Mansa
Sede Campestre:
Subsede Volta Redonda:

Copyright 2021 - Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense

Como podemos ajudar?