Em reunião virtual, Coletivo Nacional de Relações do Trabalho analisa forças políticas e seus parlamentares

O Coletivo Nacional de Relações do Trabalho da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contra-CUT) promoveu uma reunião on line, nesta quinta-feira (9). O objetivo foi analisar a nova legislatura no Congresso Nacional, debater e encaminhar uma linha de atuação junto às casas legislativas do país afora e órgãos governamentais.

O vice-presidente do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), Rodrigo Britto, e o coordenador técnico, Neuriberg Dias fizeram um diagnóstico das forças políticas e seus respectivos parlamentares. Também falaram sobre os projetos que estão em tramitação, de interesse geral da classe trabalhadora, com um recorte da categoria bancária.

O secretário de Relações do Trabalho da Contraf-CUT e coordenador do Coletivo, Jeferson Meira fez a seguinte avaliação:

“Analisamos o cenário político e enxergamos a necessidade de uma atuação e monitoramento como já fazemos, não só em âmbito federal, mas também uma atuação conjunta com sindicatos e federações nas câmaras municipais e assembleias legislativas dos estados, para vigiar, intervir e apresentar uma agenda positiva para a classe trabalhadora.”

Para a secretária-geral da Fetec-CUT Paraná, Daniele Bittencourt, o chamado  da Contraf-CUT, instigando as entidades para a presença junto às câmaras municipais e assembleias legislativas foi muito importante.

“Esse projeto também está na pauta do Coletivo de Mulheres do Paraná e já iniciamos os contatos em 2023″, afirmou Daniele.

Edson W. Tavares, secretário de Saúde, Condições de Trabalho e Política Social do Sindicato dos Bancários de Rondônia, também acredita ser de suma importância os encontros do Coletivo Relações de Trabalho.

“Justamente para oxigenar as ações estratégicas em torno dos temas afeitos ao trabalhador e à trabalhadora, sobretudo, num cenário de metamorfoses e desafios que tangenciam o mundo do trabalho, e que estão na agenda do dia do Legislativo Federal, Estadual e Municipal”.

A intensificação da comunicação assertiva próxima das bases sindicais, disponibilizando materiais variados para a solidificação da consciência política e de classe foi outro ponto levantado durante a reunião.

“É hora de colocar em evidência os atores sindicais para contribuirmos no debate sobre as melhorias das condições socioeconômicas dos trabalhadores e das trabalhadoras. Aqui, sugerimos a pulverização da via comunicativa também pelo Instagram, Facebook e Twitter, junto à sociedade e, consequentemente, alcançando a classe trabalhadora”, ressaltou Tavares.

Ana Lucia Ramos Pinto, secretária geral da Fetec/SP, destacou que a participação do DIAP na reunião e essa parceria é importante para balizar a atuação junto ao governo.

“É de extrema relevância que acompanhemos as discussões e que possamos, de forma organizada, fazer as intervenções nos projetos de interesse da classe trabalhadora”.

*Fonte: Contraf-CUT

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Sede Barra Mansa
Sede Campestre:
Subsede Volta Redonda:

Copyright 2021 - Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense

Como podemos ajudar?